Passageiro, mas só de passagem

França Paris
O poster do novo filme de Rambo, nos corredores do mêtro

Entrei no metrô, provavelmente pela última vez por um bom tempo. Tava na hora de começar a me despedir de várias coisas. Enquanto pensava no que eu não vou mais encontrar daqui a 2 dias, olhei pro lado, e vi um rosto familiar sentado na cadeira do lado. Quando parei pra lembrar quem era, notei que foi o cara que perguntou pela Surcouf.

Uma das coisas que eu teria que me despedir era justamente poder conversar em francês, então resolvi puxar assunto (algo que eu não fiz a viagem toda, mas devia ter feito, mesmo sendo com desconhecidos).

Ele contou que o notebook dele tinha algum problema, mas estava na garantia, só que nas duas vezes que foi lá, a loja estava fechada. A essa altura eu já sabia reconhecer quem era francês e quem não era. Ele definitivamente não era daqui, e sim do Marrocos. Como praticamente todo mundo que eu conheci na Europa, ele veio para estudar.

No meio da conversa, Paty ligou. Ela tinha ficado de me entregar uns cartões de Natal atrasado pra eu levar pro Brasil, mas ainda não tinha feito. Infelizmente, não ia dar tempo de fazer e me entregar. Eu fiquei um pouco confuso com os dois falando comigo ao mesmo tempo, mas enquanto ela me desejava boa viagem, o tal marroquino se despediu e foi embora.

Depois de muita conversa, Paty se despediu e desligou. E eu fiquei olhando ao redor, dentro do metrô, me despedindo dele.

Anúncios

~ por Emannuel em [ janeiro 29, 2008 ].

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: